Skip to content
Tropical Hub 28 de Dezembro de 2022 4 min de leitura

Checklist para implementar o inbound marketing

A empresa que adota a metodologia de inbound marketing tem diversas vantagens à sua disposição, como a oportunidade de alcançar o público que precisa, aproximar-se dos clientes, aumento do ROI e gerar engajamento entre as equipes de marketing e vendas.

Além disso, uma outra vantagem, se comparado ao marketing tradicional, é o seu menor custo. Sendo assim, seguindo as boas práticas, ele se encaixa perfeitamente na realidade de diversas empresas, independentemente do seu tamanho.

Inbound marketing: engajamento e visibilidade

Negócios que aplicam inbound marketing, de acordo com uma pesquisa respondida por  especialistas da área, apresentam 6 vezes mais chances de serem eficazes na sua estratégia. 

Ao adotar essa metodologia, o alcance do negócio pode aumentar de forma considerável. Com a produção de conteúdos online, é possível se fortalecer no que diz respeito à concorrência e ganhar uma ótima visibilidade. Também, pode-se alcançar ainda mais pessoas quando o conteúdo é compartilhado por quem gosta da marca. 

Além disso, o inbound marketing gera engajamento de leads e clientes. O método pode ativar a base deles que está desativada. Isso ocorre quando o estágio de cada um é segmentado. Desta maneira, é possível trabalhar, para cada estágio desses leads, uma campanha de email-marketing adequada, por exemplo.


Checklist para implementar o inbound marketing

Atrair, Converter, Fechar e Encantar. Essas são as 4 etapas da metodologia inbound e vamos nos aprofundar em cada uma delas, mostrando o que pode ser realizado nessas fases:


1. Atrair: A empresa deve buscar atrair pessoas que podem se tornar leads e depois clientes. 
Para trabalhar essa etapa de atração, você deve:

 

  • Criar páginas para o seu site: Elas funcionam como uma espécie de vitrine do negócio e devem estar dispostas de maneira atraente e organizadas para trazer o cliente correto. 

  • Crie um blog: Trabalhe com conteúdo educacional que tenha foco na persona e que possa responder suas dúvidas.

  • Faça o uso de SEO: Essas técnicas podem ser aplicadas no site, blog, ou seja, em todo o conteúdo. 

  • Trabalhe as publicações sociais: Publique e interaja com possíveis prospecções por meio de redes sociais, como o Facebook, Linkedin e Twitter, ou também através de comentários em vídeos do Youtube, no blog, entre outros canais.



2. Converter: É uma etapa para transformar os visitantes em leads e isso é possível ao conseguir suas informações de contato. 

Nessa fase, crie: 

 

  • Formulários: É por meio deles que poderá obter as informações do lead. 

  • CTAs: Para incentivar os visitantes a realizar alguma ação, utiliza-se links ou botões com frases como essa: “Baixar o e-book”.

  • Landing Pages: O formulário que captura as informações do visitante para que possa transformá-lo em lead fica na Landing Page. Uma página que precisa ser atraente, clara e objetiva. 



3. Fechar: É o momento para transformar os leads em clientes. Para fechar o lead correto no momento oportuno, utilize ferramentas de marketing digital, como:

 

  • CRM: Um CRM é um software de gestão de relacionamento com o cliente que pode auxiliar no acompanhamento de todos os seus leads, empresas e negócios em sua pipeline. 

  • E-mail: Faça o uso para nutrir os leads e transformá-los em oportunidades de negócio. 

  • Automações de marketing: A nutrição acontece com a automação. Ela vai desde a etapa que determina o gatilho que o lead necessita disparar para que receba os e-mails, até o envio deles, e  também a análise de resultados.

  • Relatório de ciclo de fechamento: Tem o objetivo de analisar a efetividade das equipes de vendas e também examina o retorno dos empenhos do marketing.



4. Encantar: Nesta etapa, é hora de encantar o cliente, pois o inbound não se encerra quando o lead se torna um comprador. Faça com que ele tenha condições de divulgar seu produto e marca. Para isso, componha a sua estratégia com:

 

  • Pesquisas: Faça perguntas para leads e clientes, e procure descobrir o que eles querem para que possa realizar ajustes nas campanhas e se houver necessidade, até em seu produto.

  • Textos inteligentes: Para transformar o cliente em um divulgador de sua marca, crie conteúdo pensando nele. 

  • CTAs inteligentes: Um exemplo é que as ofertas podem ser apresentadas de acordo com a fase da jornada de compra que o usuário está.

  • Acompanhar o social: Escute seus clientes, suas dúvidas, o que tem para comentar, entenda o que gostaram ou não. É uma ótima opção para criar conteúdos relevantes com base nas informações que levantou.



Inbound marketing e CRM

Existem ferramentas de automação que podem tornar a metodologia de inbound marketing muito mais eficiente e otimizar as estratégias. Um exemplo é o CRM, ou seja, um software de gestão de relacionamento com o cliente, que oferece, de forma simples e prática, um controle de todos os seus contatos em uma única plataforma.

Além disso, esse software promove a integração entre as equipes de marketing e vendas, e ajuda a oferecer uma ótima experiência para o cliente. Um exemplo de CRM muito efetivo utilizado em estratégias de inbound marketing é o CRM da HubSpot

Equipe engajada: resultados efetivos com inbound marketing

A adesão de todos da equipe é fundamental para que as estratégias de inbound marketing tenham sucesso e sejam eficazes. É necessário que os times sejam capacitados para entenderem o porquê de estarem aderindo a essa metodologia, o que ela significa e como será implantada. Muitas vezes, pela falta de aceitação das equipes, os esforços com o inbound podem não apresentar resultado.

Bom, agora que você já tem o checklist de como implantar inbound marketing, não deixe de  colocar em prática!

 

Implementação HubSpot customizada com especialistas

avatar

Tropical Hub

Desbravamos, exploramos e inovamos com HubSpot no Brasil.